Estação Cabo Branco - Ciência Cultura & Artes


Exposição sobre os mistérios e natureza da Ilha de Páscoa pode ser vista na Estação Cabo Branco

11 de abril de 2014

Todo o mistério, a natureza e aventura da Ilha de Páscoa (Chile) pode ser visto na exposição de fotografias “Ilha de Páscoa: umbigo do mundo”, da fotojornalista, Kénia de Aguiar Ribeiro, que permanecerá aberta para visitação pública, no primeiro andar da Torre Mirante da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no altiplano, até o dia 30 de abril.

A casa está aberta sempre de terça a sexta-feira das 9h até 21h, e sábados, domingos e feriados das 10h às 21h, com entrada aberta ao público. A exposição é uma parceria da Estação Cabo Branco com a Escola de Filosofia Nova Acrópole, localizada no bairro de Manaíra em João Pessoa.

No local, o público vai poder ver as imagens e painéis que contam um pouco sobre a história do local. A Ilha de Páscoa é geograficamente o ponto mais isolado do restante da humanidade em todo planeta. É a terra dos “Moais”: esculturas colossais moldadas com rochas vulcânicas e consideradas um dos mais inexplicáveis mistérios da Terra. Contam os habitantes da Ilha que os Moais teriam sido erguidos e levados aos seus altares por meio de uma força mágica, chamada Mana, uma energia pura a qual os homens eram dotados por natureza e que, por meio de um ritual, passava a habitar também as estátuas.

Textos de origem tibetana, conhecidos como escritos de Dzyan, contam que a Ilha de Páscoa e os Moais são reminiscência de um continente submergido designado como Lemúria e que foi destruído pela ação vulcânica muitos milhares de anos atrás. Lemúria teria desaparecido imediatamente antes de Atlântida e o mundo ficou como é hoje. Estima-se que mais de cinco mil pessoas já viram as fotografias integrantes deste ensaio fotográfico sobre a Ilha de Páscoa. O trabalho já foi exposto na Livraria Cultura, no Instituto Seraphis, na galeria de arte do Morar Mais e no túnel das artes do Ministério da Fazenda.

A autora – Kenia de Aguiar Ribeiro é fotojornalista e dedica seu trabalho ao registro fotográfico de sítios arqueológicos e lugares sagrados da humanidade. Intitulado “Arqueologia do Sagrado”, a fotógrafa pretende lançar, nos próximos anos, uma série de livros de fotografia com imagens de locais associados à religiosidade de antigos povos. “O objetivo deste trabalho é resgatar algo da chama espiritual de antigas civilizações que tem muito a nos ensinar”, contou a jornalista. Kenia realizou exposições fotográficas no Brasil e na África do Sul, e seu trabalho pode ser visto em www.kenia.art.br.

 

SERVIÇO:

Exposição de fotos Ilha de Páscoa: umbigo do mundo

Local: Primeiro pavimento da Torre Mirante da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes – Av. João Cirillo da Silva, S/N- Altiplano Cabo Branco – João Pessoa – Paraíba – Cep. 58.046-010

Período: Até 30 de abril

Horário de visitação: Terça a sexta-feira – 9h às 21h. Sábados, domingos e feriados das 10h até 21h.

Mais informações: 3214.8270 – 3214.8303 – 3023-3377

www.joaopessoa.pb.gov.br/estacaocb

Twitter: @estacaocb

Facebook: https://www.facebook.com/estacao.cabobranco

Entrada franca.

Crédito das fotos: Kenia de Aguiar Ribeiro